Juliana já perdeu as contas de quantas vezes escutou essa pergunta. Sim, ela enfrentou sozinha 30 horas de avião até o outro lado do mundo e passou 14 dias em um país com uma cultura e um idioma nada parecido com o nosso. “A China é altamente singular, é diferente de que tudo que tinha visto e vivido. Lá ninguém fala inglês e ninguém é ninguém mesmo. A comunicação é extremamente difícil. Era como se tivesse presa somente aos meus próprios pensamentos e incapacitada de me comunicar com o mundo”.  Continuar lendo “Você foi sozinha à China?”