Busca

Doce Viagem

O melhor da vida na nuvem

E você? Escutou o chamado?

holiday-123849_640
Foto do Pixabay/Makunin

Telma escutou. E morra de inveja: aos 15 anos. Ali, ainda adolescente, ela já sabia qual seria sua missão: ajudar a transformar a vida das pessoas. Com esse objetivo em mente, entrou na faculdade de Psicologia. Quando terminou, achou que ainda lhe faltava algo, uma análise mais critica, e então mergulhou na Psicanálise. Só que… Continuar lendo “E você? Escutou o chamado?”

A Ti, Tempo 

palm-trees-4069748_640
Foto: Dimitris Vetsikas/Pixabay

Se posso fazer-te um pedido, 
peço que me respondas:
Como fazer as pazes contigo
e encontrar um abrigo 
para tantas prisões que levo comigo?

 Continuar lendo "A Ti, Tempo " 

O tal do “brilho nos olhos”

Cada vez que ouvia essa expressão pelos corredores do mundo corporativo, Camila escondia dentro de si a frustração por nunca ter experimentado essa sensação. Não entenda mal, ela gostava do que fazia, mas nunca se sentiu realmente realizada. Isso começou a mudar em 2016, quando resolveu reconfigurar sua carreira para seguir uma velha paixão. Continuar lendo “O tal do “brilho nos olhos””

Missão de Vida: Acolher

A criadora da Madah Lingerie: com seu sorriso contagiante e olhar curioso, está sempre pronta para ajudar

Madah tinha apenas 12 anos quando recebeu em seus braços um bebezinho. Coube à caçula de quatro irmãos, que nunca tinha tido uma boneca na vida, cuidar do recém-nascido de uma amiga da família em Fernandópolis (SP). Ali começou a história de uma mulher que escolheu fazer do acolhimento sua missão de vida. Continuar lendo “Missão de Vida: Acolher”

Manuscritos são bem mais que rabiscos

Manuscrito, ou códice, de Leonardo da Vinci em exposição em São Paulo

Eu sempre fui fascinada por manuscritos. Sinto neles o convite para mergulhar no mundo do artista ou a prova de que a magia existe e é produzida diretamente no coração e na imaginação do ser humano. Não dá esquecer o esforço e a persistência – afinal, muitas ideias (de livros a engenhocas) nascem de rabiscos feitos em um mísero pedaço de papel. Nem tudo vem à público, nem tudo tem um intuito comercial. É somente uma forma de desenvolver um raciocínio; de perpetuar um sentimento ou uma memória; de organizar as emoções, os fatos, as dívidas, os sonhos. Continuar lendo “Manuscritos são bem mais que rabiscos”

Embaraçando os fios de lã para desembaraçar a vida

(Fonte: Arquivo Pessoal)

Daniel era ainda menino quando conheceu a feltragem, uma técnica não muito conhecida, mas muito antiga. Aprendeu na escola onde estudou em Botucatu. Lá o artesanato feito de lã de ovelha estava por toda parte – da decoração aos brinquedos. Sem que ele nem desconfiasse, essa memória afetiva virou, anos depois, ofício. Continuar lendo “Embaraçando os fios de lã para desembaraçar a vida”

Não sei se é a idade

Mais um traço da minha personalidade

Ou só mais uma vontade

Sei que depois de muito tempo

E de tanto sofrimento

Encontro acolhimento

Não é como imaginava

Nem como desejava

É um processo solitário

E extremamente necessário

É no silêncio profundo

Ou mesmo em uma caminhada

Que encontro o caminho

Para a paz tão almejada

É assim que capto o encanto

Nem que seja momentâneo

Do que é verdadeiro

E do que se precisa

Para ser inteiro

É como se o tempo parasse

E tudo se tornasse mais vivo

Um remédio tão primitivo

Que limpa tudo o que é nocivo

E deixa o mundo mais colorido

Acredite

Não há nada parecido

Pode-se rodar o mundo todo

Conquistar likes a rodo

Gastar rios de dinheiro

Sem que nada disso

desfaça o nevoeiro

Por isso

Rasgue já qualquer roteiro

Basta manter-se em silêncio

Para deitar no travesseiro

E sentir muita paz

Apesar de todos os mas

A Verdadeira História das Mulheres

Foto BIA DEL PICCHIA
Beatriz Del Picchia (Arquivo Pessoal)

“Mulher não se ajuda. Mulher compete”. Essa crença coletiva, que atravessa gerações, ofusca uma história bem mais forte e verdadeira: as mulheres se apoiam e constroem juntas.

Desde os tempos mais remotos, círculos femininos são formados para compartilhar, mais do que histórias, propósitos em comum. Na Grécia Antiga, por exemplo, elas se reuniam anualmente para fazer um ritual de fertilização da Terra. A arquiteta pós-graduada em Psicologia Analítica Beatriz Del Picchia estudou essas irmandades, que, ao longo da história, ganharam novas composições, tornando-se um espaço de aceitação, acolhimento, experimentação e cura individual e coletiva. “Há relatos, por exemplo, de que as mulheres nos haréns se ajudavam mais do que disputavam qual delas o sultão escolheria – e olha que isso era muito importante em um harém!” Continuar lendo “A Verdadeira História das Mulheres”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: