little-girl-626114_1920

Este conto não é fruto da imaginação dos irmãos Grimm, Charles Perrault, J. R. R. Tolkien ou Monteiro Lobato.  É uma história real e tem como personagem principal uma mulher de carne e osso, que transformou sua força de vontade em poder mágico para transformar a vida de outras pessoas. 

Em novembro de 2015, Angélica tornou-se oficialmente uma fada e seu marido Danilo, um gênio. Os dois abriram mão de três ou quatro sábados para mergulhar no universo do Make a Wish Brasil (MAWB), que tem como missão realizar os “sonhos de crianças com doenças que colocam em risco as suas vidas”.

No treinamento, nada de varinha de condão, pó ou lâmpada mágica, mas planilhas, disciplina e trabalho em equipe. “Somos treinados para colocar em prática as etapas do processo: entender e checar qual é o sonho, fazer o script de como será o dia, organizar custos, levantar doações, realizar o sonho e fechar as contas”, conta Angélica.

Cada fada ou gênio precisa realizar, pelo menos, três desejos ao ano, a partir de uma lista montada e distribuída pela MAWB.  A primeira missão do casal foi realizar o sonho do goiano Thiago, de 13 anos, que luta contra a Distrofia Muscular de Duchenne, doença degenerativa que afeta os músculos e, infelizmente, não tem cura. “Ele é uma criança especial, sempre com um sorriso no rosto, apesar das dificuldades”.

O sonho do Thiago era conhecer o apresentador Celso Portiolli. A magia começou ainda no aeroporto, onde o garoto e sua mãe foram recebidos com cartazes. “No dia do encontro, pegamos os dois no hotel e fomos ao SBT assistir ao programa. Antes de iniciar, o Celso veio conversar com o Thiago, que disse que o coração dele veio à boca”.

O apresentador embarcou no conto de fadas e até postou foto com o garoto no Facebook. “No final, o Thiago ainda andou de Lamborghini – o automóvel tinha sido apresentado no programa e os donos deixaram ele dar uma volta no estacionamento do SBT. E, depois disso tudo, ainda fomos ao shopping almoçar juntos. Foi um dia incrível para todos nós!”.

Angélica, que acredita em magia, manterá  sua vida de fada em 2016. E dá a dica: “Acredito que qualquer pessoa pode ser uma fada ou gênio na vida de outra pessoa, seja criança ou adulto. Às vezes, até sem perceber. Basta um sorriso para uma pessoa triste, uma conversa com alguém que se sente só ou realizando sonhos, como fazemos na MAWB. Não importa o tamanho do trabalho, mas sim da boa vontade, de se colocar no lugar do outro e querer ajudar”.