Busca

Doce Viagem

O melhor da vida na nuvem

Categoria

Coleção Doce Viagem

O negócio dela é velocidade

Bárbara, do blog Velocidade, realizando o sonho das 500 Milhas de Indianápolis

Aos 14 anos, Babi se deu conta de que não sonhava com o vestido rodado e pomposo da festa de debutantes, mas com o ronco do motor dos carros de Fórmula 1. Ela, que até tem carta de motorista, mas não encara o volante pelo nervosismo das vias paulistanas, não sabe como essa paixão começou – só que rende, desde então, muitos frutos, incluindo um blog, um podcast, amizades e muitos sonhos. Continuar lendo “O negócio dela é velocidade”

Ao pisar nas terras dos seus ancestrais…

Karine descobriu mais emoções do que pode descrever. Seu objetivo era somente conhecer melhor a cultura, a língua e o jeito de ser da Lituânia, nação dos bisavós maternos Pranas e Marijona. O avião ainda taxiava em Vilnius, a capital do país, quando uma série de sentimentos e memórias disparam em seu coração e mente.  Continuar lendo “Ao pisar nas terras dos seus ancestrais…”

Quando se entrega as rédeas da vida

Duda, em Cerro Campanario, em San Carlos de Bariloche (arquivo pessoal)

Duda tinha um sonho bem guardado no fundo da alma. O motivo para suprimir aquele desejo do coração não é nada incomum: assumir as rédeas da vida. “Depois que terminei a universidade, eu tive um momento largo de turbulências consecutivas em relação a trabalho, amor e família. Em cada “chacoalhada” que recebia em minha vida, eu respirava fundo, ordenava tudo e seguia adiante. Quando tudo parecia estar estável, vinha outra sacudida”. Quando a exaustão chegou ao limite, ela resolveu reescrever sua história e transformar o que parecia utopia em realidade.  Continuar lendo “Quando se entrega as rédeas da vida”

Exerça seu poder de doação

Gabi, de apenas quatro anos, esperou a semana toda pela festinha em um lar, que não é o seu, mas que frequenta desde o tempo em que era uma sementinha na barriga da mamãe. Foi a amiga Maria Inês quem puxou Cristina pela mão, lá em 2009, e a levou para conhecer um sobrado no Jardim Bonfiglioli, onde reina a solidariedade e o amor.  Continuar lendo “Exerça seu poder de doação”

Os segredos das mulheres equilibristas

Nossa busca por equilíbrio começa ainda na infância e nenhum momento é mais simbólico do que quando aprendemos a pilotar, sem rodinhas, uma bicicleta. Adriana lembra-se bem da monareta vermelha que conduziu aos sete anos. À medida que aquela menina foi crescendo, os compromissos e obrigações se multiplicaram e manter o equilíbrio deixou de ser uma divertida brincadeira de criança. O ponto de inflexão da sua busca foi quando um relacionamento de 15 anos com o pai do seu filho chegou ao fim. “Depois da dor, fui pesquisar como as mulheres fazem para conseguir dar conta da família, da carreira e dos sonhos”. A experiência tornou-se um caminho, que compartilha desde 2012 com outras mulheres.  Continuar lendo “Os segredos das mulheres equilibristas”

Ocupação: dono de casa

Na casa dos Molina é Rodrigo quem faz o café da manhã, leva e busca o filho na escolinha, prepara o jantar, faz compras, lava roupa e arruma a casa. Nem sempre foi assim, mas essa rotina já lhe rendeu muitos aprendizados – inclusive, o de como driblar os inconformados que não se cansam de perguntar: “o que você fez com a sua carreira?”. Continuar lendo “Ocupação: dono de casa”

O segredo do pulo do gato

ALICE

Alice cresceu rodeada de livros e revistas e sempre teve na ponta da língua sua matéria favorita: História. Carrega consigo a convicção de que, ao compreender as experiências do passado, é possível fazer escolhas melhores e se livrar do óbvio. Escolheu ser jornalista na tentativa de “entender, refletir e traduzir o mundo cheio de complexidades”.  Quando se apaixonou por um tema, encasquetou com uma pergunta e se colocou o desafio de decifrá-la. Por que, afinal, algumas pessoas conseguem dar o pulo do gato e outras passam longe do sucesso?  Continuar lendo “O segredo do pulo do gato”

A coragem de se reinventar

Heloísa em ação, por Cátia Vieira

Quem nunca sentiu aquele frio na espinha ao pensar em mudar o curso da vida? Heloísa já viveu isso e sempre escolheu não se deixar paralisar. A primeira vez foi ao largar a vida executiva para ser mãe em tempo integral. Não ficou abalada nem com os comentários de que a sua decisão era uma loucura. Ela simplesmente confiou na escolha que fez com o marido. “Foi uma parceria para começar a nossa família do jeito que imaginávamos, com um ritmo menos acelerado”. No tempo dela, voltou ao mercado de trabalho, sem abrir mão de seguir novamente seu coração.  Continuar lendo “A coragem de se reinventar”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: