V-J DAY_LIFE_KISS_2.jpg

Em 14 de agosto de 1945, a Times Square, em NYC, explodiu em euforia, enquanto o noticiário anunciava o fim da II Guerra Mundial. O Japão finalmente havia se rendido. Em meio ao alvoroço, um homem agarrou uma mulher. Um fotógrafo sortudo fez quatro registros da cena em apenas 10 segundos. Um deles, publicado pela revista LIFE, viralizou e correu o mundo, provando que a humanidade sempre viveu em rede. “Sorry”,Internet.

Batizada de V-J Day in Times Square, a imagem clicada por Alfred Eisenstaedt ganhou o nome popular de O Beijo. A enfermeira foi envolvida pelos braços fortes do marinheiro e os curiosos, por vários questionamentos: montagem ou realidade? Casal  de namorados ou dois anônimos? Entregaram-se ao momento e viveram felizes para sempre ou foram separados pelo destino?

O mistério arrastou-se por décadas. Na década de 80, a causadora da confusão resolveu decifrar o enigma e 11 homens e 3 mulheres apareceram na Redação da revista reivindicando o feito. Demorou ainda alguns anos para que a verdade, ou o que se conhece hoje como tal, viesse à tona. A tecnologia de identificação facial, um artifício típico dos CSIs, apontou George Mendonsa e Greta Friedman como os personagens do romance misterioso.

O marinheiro, acredite se quiser, estava em um encontro com uma garota chamada Rita. Eles já tinham tomado uns drinques, quando a outra moça cruzou inocentemente o caminho do casal. Animado com a notícia do fim da guerra, Mendonsa não teve dúvidas: tascou um beijo de cinema na bela desconhecida, sob os olhares e protestos de Rita, que, em questão de segundos e aos olhos do mundo, tornou-se a outra.

Na “vida real”, a enfermeira era uma estudante de odontologia. Tinha 21 anos e dava um passeio durante o horário de almoço, quando foi agarrada por um desconhecido. Greta jura que foi pega tão de supetão, que não teve tempo nem para retribuir o beijo. Na quinta-feira passada (08/09), ela faleceu aos 92 anos.

O símbolo do Amor e da Vitória durou uma fotografia – ou quatro, se levarmos em consideração o acervo da LIFE e de Eisenstaedt. Greta foi enterrada ao lado do marido, enquanto Mendonsa vive ao lado da esposa, Rita. Ele não foi punido por aquele arrombo de espontaneidade. Afinal, uma vida não é construída e definida por shots – por mais eternos que eles, às vezes, pareçam.

v-j-day_life_kiss