Flávio Próspero, o Senhor dos Sonhos

Flávio tem na ponta da língua o motivo pelo qual vale a pena sonhar. “Todo sonho alimenta a vida. Concretizá-los nos permite uma sensação de paz e a renovação das nossas próprias crenças sobre o que é possível”. E esse engenheiro fala com a propriedade de quem, na noite de hoje, 03/08, realiza mais um sonho: o lançamento do livro Gestão da Vida, na Livraria Cultura, do Shopping Iguatemi. 

No início da carreira, Flávio trabalhou no Banco Denasa de Investimentos e se unia aos demais funcionários para escutar os conselhos de Juscelino Kubitschek, então diretor-presidente do Conselho de Administração. O 20º Presidente do Brasil repetia sempre: “Pensem grande para realizar possível”. Essas palavras nunca foram esquecidas pelo jovem engenheiro, que assumiu, aos 28 anos, sua primeira posição como presidente de uma corporação. “Pensar sem limites e condicionantes é uma riqueza da vida. Ao estruturar o pensamento e conciliá-lo com os limites da realidade, nós conseguimos concretizar o objeto do sonho dentro do mundo real. É isso que JK denominava pensar grande para realizar o possível e é isso que sempre procurei fazer na minha vida”, explica Flávio.

Realizado profissional e pessoalmente, ele foi surpreendido, há cinco anos, com um sonho no qual autografava livros na Livraria Cultura. O insight não foi colocado de lado. “Levantei-me decidido a escrevê-lo”. Sua primeira obra, A Turma dos Sete, foi uma homenagem a sete pessoas queridas, uma de cada década da sua vida. “O livro foi entregue aos sete, em um almoço emocionante, em 10/11/2012”.

Logo depois, ele escreveu Meus 52 Tipos, inspirado na seção Meu Tipo Preferido, da revista Seleções. O livro revisitou 52 personagens marcantes da sua história pessoal e profissional. Pai de quatro filhos e avô de quatro netos, esse engenheiro de produção formou-se na Poli, fez pós-graduação na FGV e, além de atuar em empresas, liderou instituições não-governamentais, como o Grupo de Estudos de Gerenciamento de Empreendimentos, a Associação Brasileira de Qualidade de Vida e a Sorri Brasil. Atua hoje como consultor de empresas, para as quais aporta sua experiência em projetos de grande porte, diagnósticos empresariais e treinamentos.

A carreira técnica não amenizou a forme de saber de Flávio, que mergulhou no autodesenvolvimento e se especializou em qualidade de vida. E é da vontade de compartilhar o que aprendeu que nasceu o terceiro livro. “Por duas vezes, eu comecei a escrevê-lo, mas não me sentia satisfeito com o resultado. Até que um dia, eu me levantei no meio da noite e coloquei no papel a estrutura que me veio em sonho”. O rabisco trouxe exatamente o que faltava às versões anteriores. “O índice que sonhei me permitiu provocar os leitores e instigá-los a rever suas vidas e desenvolver um sentido pleno da razão de viver”.

Com a estrutura desenhada, Flávio entregou-se a um processo que levou pouco menos de um ano. “Aprendi a nunca desistir dos sonhos, por mais complexos e difíceis que sejam. Sempre há novas formas de criação e recriação, de amadurecer nossos projetos ou desejos, até torná-los possíveis”

De acordo com o autor, o livro Gestão da Vida, que já está à venda na Livraria Cultura e no site da editora, “destina-se a todos que desejam se conhecer melhor, a todos que sentem a angústia de buscar as essencialidades da vida e de dar a elas um sentido. É para quem deseja também construir um futuro baseado na verdade do Amor e do Altruísmo”.

Flávio não se aquieta com a publicação de mais um sonho. Além de uma pós-graduação em psicologia junguiana, ele já trabalha em mais um livro. De onde vem tanto fôlego? “Viver é um permanente desafio de realização da natureza de cada um. Assim conhecer-se melhor, planejar o futuro, melhorar a qualidade dos relacionamentos e amar intensamente o presente traz prazer em viver, em ser uma pessoa sadia espiritualmente e em realizar sua missão deixando um legado positivo”. E é, definitivamente, isso que ele faz.