e9112e97b927f916e49462b0bfc36c45
Nadia (à direita) e Carolina (à esquerda)
Parece brincadeira de criança. E, de certo modo, é.  Sabe aquele olhar puro e aquele apetite por descobrir e explorar algo novo do outro e de si mesmo? Pois, essa é a essência dessa brincadeira. A regra, bem, é um pouco diferente. Sabia que é possível trocar dons e talentos? Qualquer que seja o seu.

Essa é a ideia lançada pela artista plástica Nadia e pela escritora Carolina. Elas se conheceram no ano passado e do encontro surgiu uma afinidade instantânea e uma parceria, assim, como em um estalo de dedos. “O que eu penso, materializo e concretizo em uma pintura ela corresponde por escrito”, conta Nádia.

Assim nasceu o Projeto Aurorar, uma comunhão de telas e poesias para celebrar as novas cores da vida e a conexão com o feminino.  Os 14 trabalhos foram tão bem acolhidos, que a dupla decidiu expandir a energia da gratidão e das bênçãos por meio de um evento gratuito de troca de dons e talentos. “Não existe um valor comercial, mas humano”.

aurorar_tela

Mais do que uma proposta, é uma promessa de recuperar com os raios da aurora uma experiência de amor com a vida. “É isso que precisamos resgatar nas nossas relações e está relacionado com os nossos valores, sentimentos e o porquê de estarmos aqui nos conectando”.

Treze prints assinados por Nadia e Carol já estão separados para o encontro. Os participantes podem levar qualquer coisa – material ou imaterial – para compartilhar. Pode ser uma história, uma receita de família, uma arte, um improviso, uma jam.

“A descoberta de dons é muito individual. Está muito relacionada à autoestima, com acreditar que o que a gente faz é o belo e não um padrão imposto por mais ninguém. É isso que o Aurorar traz: o resgate da essência. Quando isso acontece, a gente sabe que o coração vibra, que o coração canta”.

Quer Aurorar? Então, apareça no Espaço Oficinaz,  no dia 19/03, das 16h às 19h.